Destaque Entrevistas Superstar

Sandy prefere que Theo não siga seus passos: ‘Não é legal ser artista muito jovem’

001

Se tem alguém que entende de soltar a voz desde cedo pelos palcos do Brasil é a Sandy, jurada da última temporada do SuperStar. A cantora impressiona com seu timbre em shows e CDs desde os 7 anos de idade e não se arrepende de nenhum agudo: “Fui artista criança e eu sou uma pessoa muito feliz e realizada na minha carreira, tanto que eu tô aqui ainda, feliz da vida, fazendo o meu trabalho”. Mas, se depender de Sandy, seu filho não vai entrar para a orquestra de famosos mirins. “Espero que o Theo, se ele quiser ser artista, seja só depois de adulto”, planeja ela para o menino de quase dois anos.

E, se preciso for, Sandy promete não descansar as cordas vocais para conversar sobre o assunto: “Vou apoiar meu filho de qualquer maneira, mas o que eu puder fazer pra ajudá-lo a ter consciência de que não é legal ser artista muito jovem, de que pode ser muito perigoso pra ele, vou fazer o que estiver ao meu alcance. Vou conscientizar, vou aconselhar e fazer o meu melhor”.

Orgulhosa de sua história, Sandy compreende que acertar o tom é caso raro: “Eu e meu irmão tivemos muita sorte, porque a gente teve poucas frustrações ao longo da nossa carreira. Mas não é assim pra todo mundo. O mundo artístico é um mundo de muitas frustrações”, avisa, lembrando de quando começou ao lado do irmão, Junior Lima. “Tenho medo de o Theo ser artista muito cedo na vida. Preferia que não, porque acho muito difícil lidar não só com a questão da frustração, mas com a questão da exposição, da fama, tudo isso com o que eu e meu irmão lidamos desde muito cedo. A gente conseguiu sair normal disso tudo, mas tem gente que vai dando uma surtada”, justifica.

Para quem não sabe, Theo já mostra sinais de que carrega as notas musicais no seu DNA. Filho, sobrinho e neto de músicos, ele mal sabe falar, mas acerta o tom. “Theo já tem muita noção de ritmo. Uma coisa que é meio chocante de ver é que ele já tem noção até de afinação. Ele sai cantando música no tom às vezes”, conta Sandy. E você aí tentando entender o que é um falsete, hein! A mãe-coruja ainda completa: “Ele troca qualquer desenho por música. É impressionante! Ele troca por clipe, que é o que ele mais gosta de ver na TV e no celular. É lindo de ver!”

Gshow.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply